Quem somos

A Granja Po'A Porã (Prosperidade - em tradução livre do idioma guarani) é uma propriedade de pequeno porte situada na região metropolitana de Curitiba, com área de preservação ambiental correspondente a mais de um terço de sua superfície, inicialmente planejada como um projeto de geração de emprego e renda, oportunizando treinamento básico e específico em práticas agropecuárias, para mão de obra de baixa qualificação, no crescente mercado dos sítios de lazer sustentáveis.

Fim de tarde num inverno sem geada (2010)

Mesmo que, ainda, não tenhamos alcançado os objetivos iniciais, fácil de imaginar as razões, a Po'A Porã se presta ao estudo da viabilidade da ovinocultura intensiva e sem suporte externo (financeiro ou técnico - público ou privado).

Sob as araucárias do pátio sem conflito ambiental

Aqui se cultivam, principalmente, a "paz" e a "tranquilidade", de cara para a Serra do Mar (e sobre ela), dentro do ecossistema da Floresta de Araucária que faz parte do bioma Mata Atlântica. Floresta Ombrófila Mista na Wikipedia.

Hora do reforço alimentar

Pela fragilidade do nosso solo, colonizado, isto é, conquistado à floresta, há cerca de 80 anos, devemos adotar boas práticas agrícolas, para sua conservação. E devido aos custos de implantação de sistemas de irrigação, fertilização e ao tamanho da área, onde plantas de lavoura são pouco viáveis,  ainda somos altamente dependentes de fontes externas para a manutenção dos bons níveis nutricionais do rebanho.

Falando em bem estar e tranquilidade

Tendo sempre em mente o bem estar animal, adotamos um sistema de baixo nível de intervenção clínica e/ou medicamentosa (que receberá, quando patenteado, a sigla Pre-GUIÇA) e temos enfrentado os desafios sanitários com bastante êxito. Ver Carta "II." em OPG ou FAMACHA - minha opinião no blog ivansaul.blogspot.com.

Final do outono - carneiros 4 dentes comendo pinhão 

Atualmente com genética fechada em sangues próprios, criamos Hampshire Down, raça que se notabiliza pela docilidade, sobre fêmeas com origens mestiças de Ile de France, Texel e Suffolk, selecionando principalmente "habilidade materna" à qual se segue a "resistência às parasitoses" e ao "foot rot". Partindo deste casco inicial de boas mães rústicas, com a necessária introdução de alguns reprodutores e matrizes "pedigree", buscaremos a definição racial que nos permita alcançar o registro genealógico da integralidade do rebanho.

Po'A Porã 064 Juanes saindo da esquila

Por enquanto, valorizamos a alta aptidão carniceira dos nossos produtos, capazes de melhorar geneticamente e padronizar, desde que bem alimentados, os produtos de criações de ovelhas naturalizadas e cruzas de baixo rendimento comercial.