Hampshire Down‎ > ‎

Introdução no Brasil

Em 1932 foi inscrito o animal de número um no Flock Book Brasileiro, este de propriedade do Sr. Nestor Marques, da Fazenda Paraíso, (Jaguarão/RS). Este animal foi importado da Argentina, da famosa Cabanha El Cisne, de propriedade do Sr. Carlos P. Boero.

Através de depoimento pessoal de descendentes de criadores, sabe-se que o Hamphshire já estava no Brasil antes de 1932, no inicio do século XX.

Otacílio Chagas Macedo, iniciou a criação na Cabanha Vera Cruz, (São Gabriel/RS) em 1938, com algumas ovelhas Hampshire, do rebanho do seu tio que também se chamava Otacílio Macedo. Este rebanho, já tinha muitos anos de seleção, provavelmente com inicio na primeira década do século XX. Alfredo Chagas Macedo continua a tradição familiar de selecionar Hampshire, na Cabanha Espinilho (São Gabriel/RS).

Estes primeiros animais têm origem na Argentina e Uruguai. As primeiras importações da Inglaterra foram basicamente nos anos 70, com exceção da Cabanha Mimoso de Antonio Soares Sidler (Arroio Grande/RS), que em 1967, importou um carneiro da Inglaterra,e em 1970 importou mais outro reprodutor daquele pais.

Na década de 70, houveram algumas importações da Nova Zelândia.

Em 1972, na Exposição Internacional de Esteio/RS (Expointer), houve a participação de alguns carneiros vindos da Inglaterra. Nesta ocasião a Cabanha Grama Roxa de Jamil N. Aun (Avaré/SP) comprou o grande campeão desta exposição o qual tinha sido o grande Campeão da Royal Show da Inglaterra. Na mesma oportunidade a Cabanha Mimoso adquiriu outro reprodutor inglês, sendo os demais carneiros ingleses adquiridos por vários criadores gaúchos. Neste mesmo ano a Cabanha Grama Roxa, importou 32 fêmeas.

Em 1973 a Cabanha Alice de João Carlos Timmers (Guaíba/RS), importou 3 fêmeas e 2 machos e a Cabanha Caranegra de Alexandre Tollens Linck (Cachoeira do Sul/RS) importou 3 fêmeas e 1 macho.

Em 1975 a Cabanha Alice importou mais 80 fêmeas e 2 machos e a Cabanha Caranegra 40 fêmeas e 1 macho.

Em 1978 a Cabanha Grama Roxa, importou mais 8 fêmeas e 4 machos. Neste mesmo ano houve um grande leilão em Uruguaiana de animais da Cabanha El Trigo e Zurico de José Manuel Iparraguirre da Argentina, onde foram vendidos muitos ventres e alguns reprodutores para diversas cabanhas do RS.

Em 1982 a Cabanha Mimoso trouxe um carneiro da Nova Zelândia.
 
Em 1985 a Cabanha Grama Roxa trouxe um reprodutor do Canadá. Neste mesmo ano a Cabanha Caranegra e Cabanha São Caetano de Wilson Muniz Barbosa (São Borja/ RS) importaram o supremo campeão do Royal Show da Inglaterra e um borrego integrante do trio campeão da mesma exposição. Também em 1985 a Cabanha Alice e a Cabanha Gambeta de Luis Alberto Couto (Uruguaiana/RS), importaram cada uma um reprodutor do Canadá.

Em 1989 a Cabanha Coqueiro de Aldear Antoniolli (Nova Prata/RS) importou do Canadá 9 fêmeas e 2 machos.

Na década de 1990 houve grandes importações do Canadá e EUA para o Paraná através, principalmente, das Cabanhas Taquara Lisa, do Deputado Mauricio Fruet e a Florestal de Leondi Zarpelon, entre outras.

Em 1992 e 1994 a Cabanha Coqueiro também importou do Canadá e EUA.

Mais recentemente houve importação de sêmen da Nova Zelândia para Santa Catarina e Paraná.

A última importação de animais foi em 2004 (proveniente da Nova Zelândia), onde um condomínio entre as Cabanhas São Caetano de Wilson Belloc Barbosa e Wilson Muniz Barbosa (Porto Alegre e São Borja/RS), Cabanha do Aranhão de Renato Gutterres da Silva (Viamão/RS) e a Cabanha da Saudade de Mauro Duarte Mabilde Silveira (Canguçu/RS) importou 2 machos e 12 fêmeas.

Foi também com o Hampshire que teve inicio a produção do cordeiro industrial, utilizando o potencial genético de uma raça especializada em produção de carne de qualidade. Isto ocorreu na Fazenda das Pedras, de Victor Bratz, em parceria com a Agropecuária Vitória (Cachoeira do Sul/RS) que em 1971 iniciou o trabalho de cruzamento, usando reprodutores Hampshire em ventres Ideal X Romney.
 
Em 1977 houve o maior incremento de Comercialização de Cordeiros Gordos promovidos pela Emater e Cooperativa Agropecuária Cachoeirense, iniciativa da Secretaria da Agricultura do Estado do RS. O programa incentivava a comercialização do cordeiro na entre safra, no mercado estadual e nacional. Os primeiros trabalhos e testes de avaliação do programa foram feitos na propriedade de Victor Bratz, em 21/09/1979, onde foi constatado que 640 ovelhas Hampshire produziram 780 cordeiros (120% de assinalação), pesando em média 3 kg ao nascer. Aos 3 meses tinham peso vivo de 37,5 kg e o rendimento da carne foi de 47% . Esses cordeiros nasceram e ficaram até o abate em pastagens de azevém.

Em dezembro de 1981, foi fundada a Associação Brasileira de Criadores de Ovinos Hampshire Down (ABCOHD), com sede em Porto Alegre. A Associação tem como objetivo fomentar e desenvolver a raça Hampshire Down e, atualmente, a raça esta difundida em quase todos os Estados do Brasil, com 20.559 animais registrados.

Dos cerca de 300 criadores no Brasil, 114 são de animais puros de pedigree. Contamos com uma Associação Estadual no Paraná e com núcleos em Santa Catarina, São Paulo e Mato grosso do Sul.
Fonte:ABCOHD
Comments